Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

olhos que lêem

vou deixar-te acreditar que decifraste o meu olhar, com a certeza que de mim não sabes mais nada.

nos sonhos somos nós quem manda

27.11.20 | olhosqueleem

image.jpeg

Há uma estrada de assombro onde a noite teima em se deitar comigo. E ficamos assim, olhando-nos desconfiadas entre palavras de prata e silêncios de ouro. Um dia ganho coragem, aconchego-me ao tronco das árvores, ouço o canto enfeitiçado dos faunos e aguardo por ti. Deixamos que o sol se despeça do dia e de mansinho estenda sobre nós leves lençóis de brumas. E quando o reino já não for deste mundo, seremos o que quisermos, porque nos sonhos somos nós quem manda.

 

sou paz de uma guerra que julguei vencida

24.11.20 | olhosqueleem

54371128_2241499366102137_1146213959691403264_n.jp

Trago em mim a vertigem de outras eras 
A louca inconstância de um dom maior 
A pele inebriada da fragrância 
Colhida na minha própria dor...
Não levo bagagem de falsas partidas 
Nem memórias de parcas ilusões 
Sou paz de uma guerra que julguei vencida 
Na liberdade apetecida entre solidões...
 
Sarah Affonso, Auto-retrato
 
 
 
 

 

Pág. 1/7