Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

olhos que lêem

vou deixar-te acreditar que decifraste o meu olhar, com a certeza que de mim não sabes mais nada.

dezembro, o mês do fim

02.12.21 | olhosqueleem

arvore despida.jpg

Dezembro entrou.

Dezembro entrou com os primeiros galhos nus e a memória do sol poente nos menires ancestrais, em equinócio de Outono.

Chegou o tempo da hibernação, da corrida insana para as celebrações natalícias. Resguardo-me desse comércio... das luzes, das prendinhas, da hipocrisia.

Dezembro, o mês do fim.

É quase Inverno. Eu sei. Virá o solstício e será festa do sol invictus e teremos esperança de novo. Eu sei.

Boa tarde a quem passa. Amigos ou não.

2 comentários

  • Imagem de perfil

    olhosqueleem

    02.12.21

    Caro Zé Onofre,
    Até nos podem roubar despudoradamente o mistério da data...mas nós não podemos permitir que isso aconteça.
    Cabe-nos a nós decidir e escolher a magia, o amor, a forma como queremos viver determinada data, deixando de lado bugigangas e publicidade com que somos bombardeados.
    Não podemos deixar que morra em nós a esperança de que um dia a humanidade será mais justa, sensível, menos consumista ... e havemos de valorizar solstícios e equinócios, nascer e por do sol, olhar o mar e escutar as suas ondas porque estes valores são os que fazem a diferença no nosso dezembro.
    Um forte abraço.
    Ana
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.