Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

olhos que lêem

vou deixar-te acreditar que decifraste o meu olhar, com a certeza que de mim não sabes mais nada.

fala-me da velocidade dos silêncios que te emudecem as respostas

um dos textos que adorei escrever (reeditado)

15.07.21 | olhosqueleem

ler-me.jpg

Fala-me dos abraços da tua boca e das previsões de tempestade que abarca. Fala-me dos poemas que nela trazes, como vontades incapaz de dizeres. Fala-me da velocidade dos silêncios que te emudecem as respostas e das aves que desejas imitar quando os voos te saem presos à realidade. Fala-me das lágrimas que afundas na pronúncia de um nome e do segredo de o trazeres amarrado ao coração. Fala-me desse apelo a que a boca te sabe mas, se eu chegar, cala-te. Tenho tanto para te dizer...

Na altura o texto teve 12 comentários. Obrigado a quem me leu.

2 comentários

  • Imagem de perfil

    olhosqueleem

    16.07.21

    Obrigado Sandra.
    Pensei que conhecia o texto.
    Verdade, há dias em que me calo e só a minha alma fala... e nesses dias a escrita flui nesse sentimento puro.
    Um beijinho.
    Ana
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.